Castração e esterilização

A importância de esterilizar ou castrar o meu animal de estimação.

Tanto os gatos como os cães são animais com grande capacidade reprodutiva. Em Portugal a população felina e canina aumenta todos os anos, levando a que grande parte destas crias nunca cheguem a ter uma família que os acolha. São os chamados gatos e cães de rua, sem proteção, sem alimentação adequada, sem cuidados veterinários e consequentemente portadores e transmissores de doenças de geração para geração.

A maioria destes animais foram abandonados à priori porque as suas famílias de adoção conseguiram dar a primeira ninhada, mas as seguintes foram abandonadas por falta de adotantes. Dos que sobrevivem, animais abandonados geram mais animais abandonados.

Uma gata em idade fértil pode chegar a ter 4 ninhadas por ano, enquanto uma cadela em média pode num ano emprenhar 2 vezes.

Assim, para evitar o desespero de não saber o que fazer aos filhotes da sua gata ou cadela opte de forma responsável pela esterilização ou castração no caso dos machos. Principalmente se os seus animais andam soltos e não os pode vigiar constantemente.

Com que idade a minha gata/o ou cadela/cão podem ficar férteis?

Em regra, as gatas têm o primeiro cio por volta dos 6 meses de idade e os gatos entre os 8/9 meses. São alturas complicadas para a família adotante devido à alteração de comportamentos. Tanto os gatos como as gatas podem ficar agitados, sem apetite, miar mais alto e incomodativamente e no caso concreto dos gatos aspergir sobre objetos deixando um cheiro muito desagradável. Muitos fogem, perdem-se e nunca mais regressam a casa.

Normalmente nas cadelas o primeiro cio ocorre entre os 6 e os 8 meses, embora possa ser mais tarde. Repetindo-se o ciclo aproximadamente de 6 em 6 meses. O cio da cadela caracteriza-se pelo sangramento através da vulva durante 12 dias, período de tempo em que está pronta para aceitar um macho. A intensidade do cio então diminui, mas a fêmea continua recetiva até encerrar o ciclo ao fim de 3 semanas.

Os cães, ao contrário do que se pensa, não têm cio. Alguns machos podem apresentar sinais de maturidade sexual aos 7 meses, enquanto outros só aos 18 meses. Quando amadurecem, os cães começam a mostrar interesse pelas fêmeas, montam objetos ou as pernas das pessoas, levantam a perna para urinar e marcam território.

Os métodos de esterilização que tenho ao dispor do meu animal.

Existem 3 métodos: Ovariohisterectomia (retirar o útero e ovários) para as fêmeas e para machos Orquiectomia (retirar os 2 testículos) e Vasectomia (interrupção da passagem dos espermatozoides, o animal acasala, mas não é fértil).

Existem benefícios para a saúde do meu animal?

Sim, para além do que já foi mencionado, a castração e esterilização também são indicadas para a prevenção de doenças como os tumores prostáticos, mamários e uterinos.

A nível comportamental, os animais castrados têm menor probabilidade de desenvolver um comportamento agressivo. Recorre-se muitas vezes à castração para diminuir a agressividade em cães e gatos quando estes apresentam este tipo de comportamento. Mas tenha atenção que cada caso deve ser avaliado e orientado por um médico veterinário.

 

É um procedimento perigoso e doloroso para o meu animal?

Os riscos são poucos. Este tipo de intervenção cirúrgica é um procedimento que atualmente não apresenta complexidade e que por isso não deve ser encarado como um bicho de sete cabeças. O seu veterinário poderá elucida-lo melhor, uma vez que as possibilidades de que ocorram complicações inesperadas são realmente poucas.

Como qualquer intervenção cirúrgica a castração e esterilização provocam dor e algum desconforto. Tal como acontece com os seres humanos, também os gatos e cães tomam medicação pós-operatória que elimina essa dor. São processos sem grande complexidade o que leva a que o seu animal recupere em poucos dias.

 

Porque devo castrar o meu gato ou o meu cão?

  • Evita que tentem fugir de casa;
  • Evita que o seu cão se agarre às pernas dos seus amigos;
  • Evita a marcação do território (urinar em casa nos seus objetos);
  • Evita a agressividade motivada por excitação sexual constante;
  • Evita tumores testiculares;
  • Evita o aumento do número de animais abandonados e, consequentemente, de rua;
  • Evita a perpetuação das doenças hereditárias que surgem como consequência de anomalias genéticas que são transmitidas de uma geração para outra. Certas doenças genéticas podem ser percetíveis na altura do nascimento, contudo outras podem surgir apenas numa fase mais tardia da vida.
  • Evita as doenças sexualmente transmissíveis.

 

Porque devo esterilizar as fêmeas?

Evita os acasalamentos indesejáveis. Como por exemplo, no caso de ter um casal de animais ou se a sua gata ou cadela fugirem de casa.

A nível de futuros problemas de saúde, pode evitar o cancro nas glândulas mamárias na fase adulta, a pirometria (grave infeção uterina) nas fêmeas adultas e   as “gravidezes psicológicas” e suas consequências.

E claro, evita cios qua tantas dores de cabeça dão aos donos.

Consulte sempre o seu médico veterinário. Ele será sempre o profissional mais indicado para o/a aconselhar nesta matéria.

FAZER UM DONATIVO
Toda a ajuda é bem-vinda!